quinta-feira, 9 de maio de 2013

VALOR DOS SERVIÇOS


A empresa prestadora de serviços está sujeita ao pagamento do ISS sobre o faturamento. O imposto é municipal e a alíquota varia de acordo com o município e de acordo com o tipo de serviço. Adotamos a alíquota máxima de 5% para demonstrar o cálculo de apuração do preço de venda.

No caso, o cliente solicitou um orçamento para realização de uma obra, que pelos cálculos do Setor de Engenharia, com margem de segurança, levará dez dias para execução, em jornada diária de 7:20 horas por empregado,  a ser executada por três empregados, com supervisão do Setor de Engenharia.


A Folha de Pagamento dos operários do  Setor de Obras apresenta os salários, cujos encargos apresentam-se analisados no Custo de Fabricação - Mão-de-Obra Direta neste blog, que sugerimos consultar, para melhor entendimento.

O custo médio do homem-hora, conforme demonstrado, é de   R$7,99.

A conversão de 20 minutos para o sistema decimal  observa esta fórmula: 1/60X20= 0,333 de hora.

Assim,  trabalho diário é de 7,333 horas, por empregado.


O número de homens-hora a ser consumido na obra, considerando três trabalhadores e dez dias para realização é de (3X10X7,333) = 220 homens-hora.

O custo de Mão-de-Obra Direta é  220X7,99=R$1.757,80.

Há também despesas indiretas, que não são apropriadas diretamente à obra, mas que são rateadas por todos os serviços prestados pela empresa, tais como:  salários dos engenheiros supervisores, manutenção e depreciação das máquinas utilizadas nos trabalhos etc.


Considerando o número de 1.131 homens-hora da empresa, calculados no demonstrativo da mão-de-obra direta;

Observando que o número de homens-hora a ser consumido na obra, retro calculado, é de 220 hs. h.;

As despesas indiretas são assim rateadas:  2.306,61/1.131X220 = R$448,67, valor apropriado à obra. 

Além desses custos, a empresa tem gastos comerciais, impostos incidentes, despesas financeiras, despesas administrativas e o lucro desejado  a serem considerados no preço do serviço, calculados da forma a seguir:



Os percentuais das despesas comerciais e impostos incidentes: comissões, ISS, PIS e COFINS, que variam de acordo com a atividade e legislação vigente,  somam 11,65% do preço do serviço.

As alíquotas de PIS e COFINS, respectivamente, 0,65% e 3%, adotadas neste cálculo,  são para as empresas que pagam o I.R. com base em lucro presumido.

As despesas administrativas, na totalidade de R$6.800,00, são apropriadas à obra na proporção da mão-de-obra direta, 220 hs.h. em relação ao total, 1.131 homens hora da empresa.

As despesas administrativas foram assim rateadas à obra: R$6.800,00/1.131X220 = R$1.322,72.

O lucro desejado corresponde a 10% do valor dos serviços.
No que se refere aos impostos e previdência Social, deve ser consultado o Contador. Os percentuais apresentados são ilustrativos, variando para cada tipo de empresa.

Os custos já apurados são:

A Mão-de-Obra Direta apropriada, no valor  R$1.757,80;

Despesas Indiretas apropriadas, correspondente a R$448,67;

E, Despesas Administrativas apropriadas, no valor de R$1.322,72.

A soma dos custos já apurados importa em:  (1.757,80+448,67+ 1.322,72) =R$3.529,19.

Faltam ser apurados os valores de: despesas comerciais e impostos incidentes (11,65%) e o lucro desejado (10%) do valor dos serviços. O resultado da soma dos dois fatores é (11,65%+10%) =  21,65%.

O Valor dos serviços representa 100% da soma dos itens que o compõe. Diminuindo-se desse percentual 21,65%, relativos aos  fatores a serem calculados, o resultado corresponde aos valores já apurados (100%-21,65%) = 78,35%.

Se os custos a serem apurados representam 21,65%, e  a diferença de 78,35% é referente aos valores já calculados, que, na forma acima demonstrada, importam em R$3.529,19, já há a possibilidade de calcular o preço dos serviços, conforme se demonstra a seguir:

Adotando-se a regra de três: 3.529,19/78,35X100 = R$4.504,39.
O valor dos serviços a ser apresentado  ao cliente importa em R$4.504,39.

Os custos comerciais e impostos, 11,65% sobre o valor dos serviços, é  de (4.504,39X11,65%) =R$524,76;

O lucro de 10% sobre o valor dos serviços é de (4.504,39X10%) = R$450,44.

No caso, o Valor dos Serviços representa 256,25% do custo da mão-de-obra direta com encargos (4.504,39/1.757,80X100) = 256,25% =2,5625.

Sabendo-se que o valor dos serviços corresponde a  256,25% do custo da mão-de-obra direta com encargos, é fácil apurar o preço de  qualquer serviço, basta multiplicar o custo da mão-de-obra direta com encargos por 2,5625.  Por exemplo: 1.757,80X2,5625= 4.504,36, o mesmo valor apurado em nossa análise.


A estrutura acima analisada deve ser adaptada a cada empresa, observando as alíquotas aplicadas, pois cada atividade está sujeita a determinada alíquota.

Se quisermos saber qual o faturamento empresa, com aplicação da totalidade de mão-de-obra direta? Basta a aplicar 2,5625 sobre o valor folha de pagamento do Setor de Obras com os encargos, R$9.045,04, ou seja: 2,5625X9045,04 = 23.177,91.


Vamos conferir?


Faturamento: R$23.177,91.

Os demais valores já foram acima apurados.

A diferença é decorrente de arredondamentos de máquina.

Considerando que, no caso, apuramos preço de serviços com base em 220 hs. h.. Se considerarmos a totalidade de homens-hora de empresa,  1.131, aplicando-se a regra de três, apuramos:



Valor dos serviços apurados para 220 hs.h. = 4.504,39.

Valor dos serviços para 1.131 hs.h.= (4.504,39/220X1.131) = 23.156,65.

Os valores confirmam nossos cálculos.



Até a próxima, com  Ponto de Equilíbrio a Bússola do Empresário.
 
Caro amigo leitor, caso esteja gostando do blog, indique-o para seus amigos e conhecidos! Isso nos incentivará no trabalho. Caso negativo, faça sua crítica, que nos ajudará a melhorá-lo. Nosso objetivo é ajudar, sem complicar.


Caso precise de auxílio,  entre em contato: clic em "Quem eu sou" na aba lateral direita; a seguir, e em "minha foto"; na aba superior, clic em "Sobre", onde irá encontrar os dados para contato.